Infância, super-herois e jornalismo

15:45:00 0 Comments A+ a-

Banner de divulgação do filme Superman - O Homem de Aço (2013)
  *Alan Junior de Queiroz

Quando criança, questionados sobre o que queríamos ser quando fossemos adultos dizíamos e ouvíamos as seguintes profissões: professores, médicos, veterinários, cientistas, astronautas ou algum super-herói. Crescemos! Comparando o que era-se dito em sala de aula com a profissão que escolhemos (de verdade), chegamos à conclusão que, vivíamos num mundo que não existe mais. O mundo da inocência e ingenuidade.

 Nunca ouvi (e talvez nunca ouça) uma criança dizer que sonha em ser jornalista. Quando criança, queremos ser super-heróis, queremos salvar o mundo dos vilões que querem dominá-lo e propagar o mal. Os desenhos animados colaboram, de fato, para que nossas cabeças trabalhem com a imaginação em nível máximo. Se essas crianças soubessem que existe a “liga da justiça” no mundo real! Os heróis que compõe esse grupo não foram criados pela Marvel, Disney ou DC Comics. Surgiram da vontade de um mundo melhor, sem injustiças. JORNALISTA é o nome compartilhado por diversos super-heróis.

A escolha pelo jornalismo é uma forma de libertarmos os "poderes" que existe dentro de nós. Qual era a profissão do Super-Man mesmo? Não temos a força do Hulk para erguer carros e derrubar paredes, mas temos força suficiente para abalar toda uma nação. Não somos o Flash, mas fazemos as informações correrem numa velocidade assustadora. Não somos o Wolverine, mas sabemos por as garras de fora para defender os menos favorecidos. Não somos o Spider Man, mas temos o senso de uma aranha que nos permite antecipar situações de risco, e sabemos envolver nosso público numa teia de conhecimento. Os sentidos superdesenvolvidos que nós, jornalistas, possuímos como visão, audição e olfato (faro) serve para absorvermos todo o tipo de informação e depois converte-las para uma forma mais compacta e clara – o texto jornalístico.

Os jornalistas são super-heróis ou os super-heróis são jornalistas? Tintim, Clark Kent e Peter Parker, circulavam pelas redações de jornais, talvez venha daí a ideia da possibilidade de salvarmos o mundo. A diferença do jornalista real com os de quadrinhos é que não podemos "salvar o mundo" de todo o mal que existe, mas podemos fazer diferença na região onde moramos. Não lutamos contra super-vilões com poderes sobrenaturais, mas contra vilões como injustiça e corrupção. Não podemos ler os pensamentos das pessoas, mas podemos instiga-las à falarem. Não andamos por aí com uma capa ou apetrechos esquisitos. A arma que usamos é a mais poderosa que as armas de fogo, mais devastadora que bombas nucleares e se não usada na proporção exata pode ser mais letal que o veneno mais forte que já existiu sobre a terra. Combatemos os vilões da vida real apenas com palavras.

 *Alan Junior de Queiroz é estudante de Comunicação Social - Jornalismo da Faculdade do Norte Pioneiro(Fanorpi).

Bem Vindo ao blog Alan Junior de Queiroz!

Lista de regras para fazer comentários!
Então, antes que você só dê trabalho pra gente, dá só uma olhada...

1. Xingamentos gratuitos serão deletados sem dó. Tá nervosinho? Vai falar pra sua mãe.
2. Spams, propagandas ou qualquer coisa que faça você linkar seu blog ou algo do tipo por aqui, fará com que seu comentário seja editado. A não ser que o link possa realmente acrescentar algo ao texto e aos comentários.
3. Não fuja do assunto. Quer falar do seu vizinho? Faça um Twitter.
4. Recebeu um comentário(réplica) ácido e não gostou? Foi você quem pediu.
5. Escreva com conteúdo. E, por favor, ESCREVA CORRETAMENTE. Sabe, nós, pelo menos, TENTAMOS escrever da maneira correta para vocês; bem que vocês poderiam fazer o mesmo por nós, né? Então, faça um esforço pra não escrever feito um retardado e elabore seu comentário. Floods, flames ou qualquer outra coisa inútil será deletada.

Acima de tudo, comente apenas se você tiver algo para comentar. Acredite, quando com conteúdo, seu comentário é bem-vindo. Nós lemos todos os comentários, sem exceção. Se você for bonzinho, a gente aprova seu comentário. Após o primeiro comentário aprovado, seus próximos comentários serão aprovados automaticamente.

PS: Nós não nos responsabilizamos pelos comentários publicados aqui. Essa é uma área aberta para os visitantes do site expressarem sua opinião.
Manda ver:

Para contato, críticas, chorume e reclamações que não perguntei alanjuniordequeiroz@hotmail.com.br. Não que a sua opinião tenha importância ou fará diferença para mim.