Educação: o ponto de partida para um Brasil melhor

13:37:00 0 Comments A+ a-

(*)Alan Junior de Queiroz 

A população do mundo já ultrapassou os 7 bilhões de habitantes, todos precisam de alimento, educação, emprego e garantia de direitos e liberdade. Desses bilhões, quase 191 milhões de pessoas estão no Brasil, segundo o último censo (2010). Como cidadão de uma nação, delimitarei meus argumentos à ela.

Apesar da queda da desigualdade social, como divulgam pesquisas, existe pessoas no Brasil vivendo em condições subumanas, sem educação, sem moradia, sem alimento. Seus direitos básicos esquecidos ou ignorados pelos governantes. Aliás, o que podemos esperar de um país onde os eleitores escolhem seus líderes pelo carisma, um fator que não determina uma boa administração.

Mesmo o Brasil tendo alguns problemas bem óbvios; o correto é diagnosticar onde estão os mais graves e tentar dar a solução correta para cada um, já que é impossível solucionar todos, e ao mesmo tempo. O ponto de partida deve ser a educação, que está defasada em relação com outros países. China, por exemplo – participa do grupo Bric -, tem políticas rígidas voltadas ao ensino de qualidade. Diferente do que vemos por aqui, onde políticos estão mais preocupados com a próxima eleição do que a educação da nova geração.

Mesmo tendo professores bons e alguns não tão bons, podemos testemunhar professores empenhados em melhorar a qualidade do ensino, mesmo com falta de recursos. O problema também são os alunos que não vêem razões para dedicar-se aos estudos, já que estão chegando aos cargos de líderes pessoas que não estão servindo como exemplo. E pior são os pais que parecem satisfeito com o ensino que os filhos recebem (não estou incluindo os que estudam em colégios particulares).

Precisamos de líderes capazes de identificar e resolver problemas com agilidade. Como vemos, ouvimos e reclamamos são promessas, discursos e poucas soluções. Educação entre todos os problemas é o que não pode esperar mais; tratam como prioridade em campanhas eleitorais, mas em segundo plano na prática.

Historicamente, o Brasil se atrasou. Se paga mal os professores, alunos poucos interessados nas aulas, uns por causa do ensino de má qualidade – diferente das propagandas que passam na televisão, nas quais tudo é perfeito, outros por falta de perspectiva mesmo.

Precisamos avançar. Devem ser investidos mais em educação e ficar de olho na aplicação das verbas. Temos uma cultura acostumada com corrupção e injustiça social, fatores que nos fazem patinar em baixos índices educacionais. Só podemos resolver outros problemas depois que a educação for colocada como primeira na lista de prioridades.

(*)Alan Junior de Queiroz é estudante de Comunicação Social - Jornalismo da Faculdade do Norte Pioneiro (Fanorpi).

Bem Vindo ao blog Alan Junior de Queiroz!

Lista de regras para fazer comentários!
Então, antes que você só dê trabalho pra gente, dá só uma olhada...

1. Xingamentos gratuitos serão deletados sem dó. Tá nervosinho? Vai falar pra sua mãe.
2. Spams, propagandas ou qualquer coisa que faça você linkar seu blog ou algo do tipo por aqui, fará com que seu comentário seja editado. A não ser que o link possa realmente acrescentar algo ao texto e aos comentários.
3. Não fuja do assunto. Quer falar do seu vizinho? Faça um Twitter.
4. Recebeu um comentário(réplica) ácido e não gostou? Foi você quem pediu.
5. Escreva com conteúdo. E, por favor, ESCREVA CORRETAMENTE. Sabe, nós, pelo menos, TENTAMOS escrever da maneira correta para vocês; bem que vocês poderiam fazer o mesmo por nós, né? Então, faça um esforço pra não escrever feito um retardado e elabore seu comentário. Floods, flames ou qualquer outra coisa inútil será deletada.

Acima de tudo, comente apenas se você tiver algo para comentar. Acredite, quando com conteúdo, seu comentário é bem-vindo. Nós lemos todos os comentários, sem exceção. Se você for bonzinho, a gente aprova seu comentário. Após o primeiro comentário aprovado, seus próximos comentários serão aprovados automaticamente.

PS: Nós não nos responsabilizamos pelos comentários publicados aqui. Essa é uma área aberta para os visitantes do site expressarem sua opinião.
Manda ver:

Para contato, críticas, chorume e reclamações que não perguntei alanjuniordequeiroz@hotmail.com.br. Não que a sua opinião tenha importância ou fará diferença para mim.